Tags

, , , , , , , , ,

No recém-nascido e bebê amamentado exclusivamente no peito, as fezes normais são da cor mostarda-amarelada até ligeiramente esverdeada. Se as fezes estiverem muito verdes, o bebê deve estar recebendo uma proporção maior de primeiro leite ( leite anterior) que de segundo leite (leite posterior). Esse desequilíbrio pode  acontecer quando a mãe tem uma produção aumentada de leite, que faz com que o bebê fique satisfeito só com leite anterior. Pode ocorrer também quando o bebê não pega o peito corretamente, não conseguindo em decorrência chegar ao leite posterior, ou ainda quando a mãe muda o bebê de seio sem que ele tenha esvaziado o  peito, recebendo também neste caso apenas leite anterior.

O leite anterior apresenta uma porção maior de lactose, determinando assim um excesso de fermentação quando chega ao intestino grosso, o que resulta em um efeito laxante, excesso de gases, cólicas, fezes verdes e espumosas.

As evacuações verdes explicam-se  porque a bile, quando secretada na porção superior do intestino é verde, devido ao seu pigmento, a biliverdina. Como o peristaltismo (movimento do intestino), são rápidos devido ao efeito laxante da lactose em excesso, o pigmento atravessa o intestino inalterado, e a cor das fezes fica inalterada, saindo verde.

Caso seu bebê apresente cocô verde, é importante:

  1. Observar se sua produção está excessiva, retire um pouco de leite antes de amamentá-lo.

  2. Se a pega não está correta – procure corrigi-la.

  3. Manter o bebê mais tempo no mesmo peito, para que ele consiga extrair o leite com gordura, ou seja o segundo leite.

Referência Bibliográfica:
Leite Materno – como mantê-lo sempre abundante – Adolfo Lana – Ed Atheneu