Dor ao amamentar, não é mito, nem fraqueza, é verdade!

Eu e meu lindo Dudu em um momento mamá!

Dizem que amamentar não dói, porém nem tudo o que dizem é verdade. Vamos esclarecer alguns ditos.

Se o bico do peito estiver saudável, a pega do bebê no peito não deve doer. A dor nesse caso é sinal de pega errada.

Para algumas mulheres mais sensíveis, pode ocorrer um desconforto assim que o neném começa a sugar, passando logo em seguida.

Para aquelas que estão com o bico machucado, DÓI e DÓI mesmo, é uma dor danada. É importante tratar o machucado, para continuar amamentando.

Em alguns momentos, quando o bebê está mamando em um peito o outro dói, algumas sentem umas pontadas, outras umas fisgadas no bico, outras ainda formigamento, teve uma até que me relatou sentir o braço dormente. TODAS ESSAS DORES, SÃO DE DESCIDA DE LEITE. Quando o bebê mama em um, estimula a descida do outro peito.

Tem também as dores dos primeiros dias, aquelas em que o bico está calejando e fica um raladinho  igual a machucado de joelho, em uma semana, dez dias no máximo, passa. Essa também dói.

E a dor do peito cheio, ufa! Latejando, querendo explodir. É importante retirar ou colocar o bebê para mamar, para aliviar a dor.

Cabe dizer aqui, que essas são dores comuns a amamentação. Porém cada mulher representa de forma diferente seu sentimento por essa dor. Para umas é uma dor suportável, pois o prazer de amamentar é maior. Para outras é insuportável, mas com ajuda elas conseguem. E assim acontece a amamentação entre dores e prazeres esse encontro vai acontecendo naturalmente, tal qual um romance.

Para a amamentação nada é inato, tudo é aprendido, inato apenas o amor incondicional que sentimos por esses que nos sugam. E dói como dói. Mas vale a pena!

11 comentários sobre “Dor ao amamentar, não é mito, nem fraqueza, é verdade!

  1. doi mesmo..doi muito mais temos que amamentar nao podemos deixar nossos anjinhos com fome.. na hora agente chora morde pano mais depois vai melhorando..

  2. Olá, lindo texto.
    Preciso da ajuda de vocês.
    Minha esposa está com uma forte dor em uma das mamas, onde se percebe que a esta mama esta mais cheia que a outra, sente uma forte pontada descendo, o que podemos fazer? Abs

  3. Oi fabiola, tenho um filhinho de 3 meses e 20 dias, usei bico de silicone até 1 mes e meio mais ou menos, não conseguia tirar, foi quando chamei uma consultora aqui em casa (moro em São Paulo) ela descobriu que eu estava com uma candidiase mamaria, eu tratei de tudo quanto é jeito, dieta, daktarin, oleo de côco, oleo de alho, nistatina, homeopatia, agora já não está mais vermelho nem doi depois da mamada, mas durante, eu e a médica achamos que eu sarei e que a dor que eu ainda sinto ao amamentar é da própria amamentação, será possível?! A pega dele não me parece errada, ou será que ainda tenho essa maldita candida?

  4. É algo mágico e surpreendente o dom de dar á luz e amamentar nossos bbs lindos fofos. Só com o amor q DEUS nos deu para superar todos os obstáculos, mas vale a pena…. a recompença sempre é maior q a dor q sentimos. Boa sorte á todas nós.

  5. Amamentar é muito praserozo ,estou no meu segundo filho 7 meses,minha primeira 13 anos,os dois mamaram,o pequeno ainda mama.Minha filha mamou ate os 9 meses,qdo nasceu o bico do meu peito ficou pendurado em carne viva,mas fui forte e continuei.O segundo agora tbm fiquei muito machucada duas mastites,mas td bem vamos la ,o amor é maior.Amamente,o bebe raramente adoece,fica mais resistente,e um ato q so vc e ele tem juntos.Nao desista vale muito a pena!

  6. Minha bebê tem 2 meses e 1 semana, e desde o nascimento venho sentindo dores muito fortes nos mamilos. Já procurei ajuda com minha ginecologista e num centro especializado, já aluguei maquininha de ordenha, já passei horas nesse centro sendo monitorada pra saber se a pega está correta, mas NADA disso fez a dor melhorar. E, além da dor física, vem a dor psicológica de se sentir menos mãe, fraca, principalmente ao ler relatos sobre o prazer de alimentar seu filho ser maior do que a dor. Não é o que estou sentindo, e cada vez mais me considero uma péssima mãe por não ser capaz de suportar a dor. Passo os dias chorando, e sei o quanto isso também faz mal para minha garotinha. Todos da família estão curtindo minha bebê, que é a primeira e única das duas famílias (minha e do meu marido), e só eu choro e sofro o tempo todo. Me sinto injustiçada, sinto até mesmo que a minha bebê gosta mais da minha mãe do que de mim, já que eu estou sempre tensa e desanimada. Não sei mais a quem pedir ajuda, pois todos falam que isso é normal e que vai passar. Mas… vai passar quando? Quando eu não for mais capaz de suportar e abandonar tudo? Já me sinto muito mal por não ter sido capaz de ter o parto normal – o cordão estava enrolado no pescoço dela, e eu não tive contração, apesar de ter boa dilatação. Além disso, só fui ter contato e amamentar minha filha mais de 48 horas após seu nascimento, porque ela engoliu líquido ao ser retirada da minha barriga e teve que ficar na incubadora. Por normas do hospital, minha bebê nasceu na segunda às 13h30 e eu só pude ir ao berçário na quarta de manhã. Sinto como se não estivesse formando vínculos com minha filha, que ela nem ao menos me reconhece como mãe. Ela distribui sorrisos a quem aparecer, menos pra mim. Estou pirando, e não sei mais a quem pedir ajuda. Acabei escrevendo tudo isso como forma de desabafo, pois sei que nada mais vai me ajudar. Será que vou ter mesmo que me render às fórmulas e prejudicar a saúde da minha filha por fraqueza minha? Estou triste demais… Só queria ser capaz de amamentar minha pequena sem que isso fosse um martírio tão grande pra mim…

    • Boa Noite, Nanda! Passei pelo mesmo receio que vc, não consegui amamentar direito desde o hospital, chegando em casa tudo só piorou, minha pequena chorava de fome e eu praticamente me escondia com medo da dor, era tanta dor e frustração que eu não sabia porque estava chorando mais, me sentia feia, inútil, péssima mãe, fraca e diferente de todas as outras mães do mundo… Chegava a ficar chorando no banheiro num misto de desespero e tristeza, comecei a achar até que estava com uma leve depressão, se é que posso dizer. O que nos a acontece é que como mães de primeira viagem lemos e escutamos tudo para nos preparmos para este momento, não considero isso ruim, mas ao mesmo tempo tb teremos contatos com muitos mitos, mentiras, publicidade e valores da nossaa sociedade padronizadora e exibicionista, infelizmente hoje o ato de amamentar virou uma propaganda quase que exclusivamente de saúde geral da população, tratando o assunto de forma generalista e pouco profunda. A verdade é que cada processo de amamentação é único e sim, gera varios complicações, depende da mama, do bebê, de fatores externos, condicoes hormonais e etc. Conheci mães que fumavam durante e depois da gravidez e/ou não tinham nem metade do cuidado que eu tenho com a minha pequena e ficam com este discurso hipócrita sobre amamentação. Concordo que amamentar é o que queremos porque existem benefício inegáveis, mas caso tenha que fazer diferente de todas as mães do mundk qual o problema? Pense bem. Como mulher faz tudo igual as outras? Porque como mães temos que ser? Nossos filhos tb sao únicos e reagem diferente. Eu comecei a mesclar mamadeira com NAN para ela para dar tempo do peito recuperar, pois saiba que este leite é sim forte e seguro para sua filha se precisar optar por isso, existe muuuito mito em tudo, sabe! Agora comecei a cknseguir dar exclusivamente o peito e ainda dói um pouco, mas saiba que se doesse como antes eu não conseguiria tb. Minha bebê hoje tem 3 meses. Bem se quiser conversar me passa seu celular que tenho whatsapp e terei o maior prazer em passar este momento juntas, porque quando eu passei por isso… e ainda passo rs.. precisei de ajuda tb. Ahh e minha bebê tb e a primeira dos dois lados rs e pra mim ela foi a última a sorrir hahaha mas eu descobri que é porque com as mães eles tentam primeiramente imitar. Fique tranquila, quase tudo se resolve com o tempo, pois vc vai se conhecendo e aprendendo a agir como mãe, sempre pensando em sua individualidade e do seu bebê.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s