Desenvolvimento do sistema sensório motor oral e motor global em lactentes pré-termo

Rico trabalho de pesquisa, que demonstra a necessidade de acompanhamento cuidadoso do desenvolvimento global do recém-nascido pré-termo e o quanto as intervenções nas unidades de terapia intensiva por conta do nascimento prematuro podem comprometer o desenvolvimento da criança. Aqui abaixo a introdução, e o texto completo pode ser baixado aqui

Introdução:
Os avanços nos cuidados neonatais e perinatais têm levado a um aumento na sobrevivência de recém nascidos (RN) com idade gestacional e peso ao nascer (PN) cada vez mais reduzido. Contudo, faz-se necessário o acompanhamento cuidadoso desses bebês, uma vez que eles apresentam maior vulnerabilidade em relação às alterações no desenvolvimento neuropsicomotor (Aurélio et al., 2002; Mancini et al., 2002).
Observa-se que os prematuros possuem ao nascer, habilidades próprias de sua etapa maturativa. Sua exposição aos cuidados intensivos neonatais e uma história interacional tão antecipada exigem competências ainda não existentes, sobrecarregando seu processo de desenvolvimento integral. Assim sendo, profissionais que acompanham a evolução desses bebês devem estar atentos para detectar alterações e intervir precocemente, sendo a avaliação do desenvolvimento motor global e sensório motor oral uma parte importante desse acompanhamento (Méio et al., 2004; Rugolo, 2005).
A teoria dos sistemas dinâmicos propõe que o movimento e as mudanças nos seus padrões são gerados por vários sistemas cujos componentes se organizam e interagem. Neste contexto, muitos autores destacam que uma avaliação compreensiva da motricidade orofacial inclui, além da observação do controle motor oral e das respostas sensoriais, outros fatores como peso do corpo, força muscular, suporte de peso, atenção, contexto específico do ambiente e complexidade da tarefa oferecida (Piper e Darrah, 1994; Morris e Klein, 2000; Howle, 2002; Monson et al., 2003; Rocha et al., 2005; Rogers e Arvedson, 2005).
Embora a maior parte dos recém-nascidos prétermos (RNPT) não desenvolva alterações neurológicas graves como paralisia cerebral, deficiência mental ou epilepsia, os chamados distúrbios leves de desenvolvimento são bastante prevalentes nesta população, destacando distúrbios de atenção, alterações motoras globais e orais leves, atraso no desenvolvimento da linguagem e alterações comportamentais. Estudos demonstram que os déficits leves tornam-se mais visíveis com o avançar da idade, especialmente a partir do quinto mês de vida. Estes sinais muitas vezes não são identificados precocemente, devido à falta de medidas suficientemente sensíveis para detectar problemas motores e comportamentais nesta faixa etária (Wolf et al., 2002; Fontenele etal., 2004; Rugolo, 2005).
Devido a isso, este estudo objetivou avaliar a associação entre a idade gestacional (IG) de lactentes nascidos pré-termo com o desenvolvimento motor global e com sinais precoces de alteração do desenvolvimento do sistema sensório motor oral, verificando uma possível associação entre eles.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s