Fenomeno de Raynaud no Mamilo

O fenômeno de Raynaud, um espasmo intermitente causada por vasoconstrição dos mamilos. Em geral ocorre em resposta à exposição ao frio, compressão anormal do mamilo na boca da criança ou trauma mamilar importante. Porém, nem sempre a causa é identificada. Os vasoespasmos podem causar palidez dos mamilos (por falta de irrigação sangüínea) e costumam ser muito dolorosos. Podem manifestar-se antes, durante ou depois das mamadas, mas é mais comum que ocorram depois das mamadas, provavelmente porque em geral o ar é mais frio do que a boca da criança. Muitas mulheres relatam dor em “fisgadas” ou sensação de queimação enquanto o mamilo está pálido, e por isso muitas vezes essa condição é confundida com candidíase, embora a infecção fúngica por si só possa levar ao fenômeno de Raynaud. Os espasmos, com a dor característica, duram segundos ou minutos, mas a dor pode durar 1 hora ou mais. É comum haver uma seqüência de espasmos com repousos curtos.

Tratamento

O manejo consiste em tratar a causa básica que está levando ao vasoespasmo no mamilo. Compressas mornas podem aliviar a dor. Quando a dor é importante e não há melhora com as medidas já citadas (o que é raro), pode-se utilizar alguns medicamentos, embora faltem estudos que embasem cientificamente sua indicação. Consulte seu médico ou um Consultor em Aleitamento Materno.

fonte: altas clínico de amamentação.

amamentação bases científicas

 

Amamentação e dor

Anderson JE, Held N, Wright K. Raynaud’s phenomenon of the nipple: a treatable cause of painful breastfeeding. Pediatrics, 2004;113:e360-4.

O fenômeno de Raynaud, associado a vasoespasmo das arteríolas, tem sido relatado com um fator que afeta os mamilos de mães que amamentam, sendo reconhecido por muitos especialistas em lactação como uma causa de dor ao amamentar passível de tratamento. Este estudo relata casos de 12 mulheres que amamentaram seus 14 bebês, vistos em uma unidade pediátrica e um centro de lactação em São Francisco, Califórnia. Todas as mulheres sofriam de amamentação extremamente dolorosa, com sintomas precipitados por temperaturas frias e associados ao branqueamento do mamilo seguido de cianose e/ou eritema. Excluíram-se como fatores contribuintes a posição e pega insatisfatórias. Oito dentre as doze mulheres e seus bebês receberam várias séries de tratamento para infecção por Cândida albicans, sem alívio, antes que se diagnosticasse o fenômeno de Raynaud. As opções de tratamento incluem métodos para prevenir ou reduzir a exposição ao frio, evitar o uso de drogas vasoconstritoras e de nicotina, que podem precipitar os sintomas, assim como medidas farmacológicas. Há relatos na literatura leiga sobre uso de ervas medicinais, exercícios aeróbicos e suplementos alimentares; no entanto, para muitas mulheres é importante oferecer um tratamento que alivie rapidamente a dor para que possam continuar com sucesso a amamentação. A Nifedipina, um bloqueador da cadeia do cálcio, com níveis muito baixos e seguros presentes no leite materno, foi usada por seis mulheres desse estudo e todas tiveram alívio imediato da dor; somente uma delas apresentou efeitos secundários.

Fonte: Atualidades em Amamentação – IBFAN

2 comentários sobre “Fenomeno de Raynaud no Mamilo

  1. Pingback: Diluindo fantasmas | Do ponto à vírgula

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s